Number One investe em expansão no Brasil

Sua Franquia - SP (13/04/2015)

A rede de Franquias Number One, especializada no ensino da língua inglesa, investirá em torno de R$ 400 mil para expansão da marca e abertura de novas unidades pelo país. Atualmente, a rede possui 160 pontos de ensino em 13 estados, sendo que mais de 36 unidades foram abertas nos últimos três anos. Em 2014, a rede também investiu em tecnologia e processos pedagógicos, encerrando o ano com um crescimento de 10% no número de unidades e de 5% no faturamento.

A superintendente geral da rede Thelma Lawton explica que, mesmo com a instabilidade do cenário político e econômico brasileiro, a rede mantém um desempenho muito bom neste começo de ano e com positiva expectativa de crescimento. “O bom resultado é decorrente das estratégias bem definidas, logo no início do ano, como novos produtos, investimento em formação bilíngue e a intensificação da interiorização da marca com a captação ativa de novos parceiros em cidades do interior”, afirma.

Ela conta que há uma previsão de crescimento no número de unidades de 15% e 8% em relação ao faturamento da rede. “O intuito é continuar sendo reconhecida como uma das maiores instituições brasileiras de ensino da língua inglesa, devido ao método diferenciado e a qualidade na prestação de serviços”, observa.

O Gerente de Negócios da rede Number One, Pedro Candini, conta que estão desenvolvendo ações mais agressivas para a expansão da marca em número de unidades. A equipe comercial da empresa duplicou seu tamanho em relação ao ano passado e existe a previsão de novas contratações com foco em captação de novos franqueados e suporte à Rede, tanto na área de gestão quanto pedagógica. “O Number One optou por não participar da crise. Vamos investir em equipe, estrutura física, participação em eventos de educação, feiras de franquias e divulgação da marca. A meta é ampliar o número de franquias nas cidades do interior que possuem uma demanda latente de cursos de inglês. O ano de 2015 apresenta um cenário muito favorável e temos perspectivas ainda melhores para 2016”, analisa.