Ter inglês fluente cria oportunidades para nossas vidas

16/07/2018

Ter inglês fluente cria oportunidades para nossas vidas

Saber falar Inglês já deixou de ser uma escolha no atual mercado de trabalho brasileiro: é requisito para as melhores vagas nas empresas. Deixar de aprender o idioma dificulta a participação na disputa pelos maiores salários pagos, e acaba por prejudicar o contato do profissional com outros países, reduzindo as possibilidades de estudos ou trabalho no exterior. Quem não entende Inglês precisa assistir a palestras ou vídeos traduzidos ou legendados, o que também leva a certas limitações.

Confira abaixo algumas oportunidades que as pessoas perdem por não ser fluente em inglês:

1. Trabalhar em uma grande empresa

Surgiu a vaga perfeita na empresa dos seus sonhos, você tem experiência sólida na área e acha que isso é suficiente. Mas, na hora da entrevista, descobre que a fluência no Inglês é imprescindível para a vaga. O Inglês é língua universal no mercado do trabalho. Não são poucas as empresas multinacionais que têm o Inglês como principal língua e isso acaba tendo influência em todas as áreas profissionais, como tecnologia, vendas, marketing e várias outras. Em resumo, ter pleno domínio do idioma é um “prato cheio” para ser contratado por grandes empresas.

2. Aprendizado em diversas áreas

Quem não fala Inglês terá uma vida de aprendizado limitada: não terá contato com os vários artigos e textos disponíveis gratuitamente em Inglês na internet, não poderá viajar a serviço da empresa para um evento em um país onde se fala o Inglês, não poderá manter contato permanente com um cliente estrangeiro que não fale português e dificilmente conseguirá fazer os variados cursos ou assistir às palestras que não possuem legenda ou tradução simultânea em Português.

3. Estudar ou trabalhar no exterior

O Inglês é exigência para quem deseja estudar ou trabalhar em outros países. Sem ele, dificilmente será possível obter o visto de trabalho ou de estudante, e, assim, ter contato direto com outras culturas e costumes. Quem opta por fazer um mestrado ou doutorado em alguma universidade fora do Brasil como na Inglaterra, Estados Unidos ou Austrália, por exemplo, também precisará ter familiaridade com a língua.

4. Acesso aos maiores salários

Segundo pesquisa divulgada em 2015 pela Catho, quem tem o Inglês fluente pode ganhar até 50% a mais de que quem tem apenas o básico.

5. Comunicações nas viagens de lazer e turismo

Viajar para exterior sem a fluência em inglês limita as pessoas em relação ao conhecimento de aspectos culturais locais além de expô-las a alguns constrangimentos.

Enfim, quem tem inglês fluente tem uma visão mais abrangente do mundo em que vivemos. Por esse motivo sai em vantagem pelas melhores vagas do mercado e tem experiências mais enriquecedoras em sua vida pessoal.